Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

LimãoDoceLimão

LimãoDoceLimão

Educar, vale a pena!

Calouste Gulbenkian

22
Nov19

 

globo_1.jpeg

 

A viagem começou com um diluvio, mas valeu bem a pena toda a água que apanhámos! A viagem foi mais demorada do que o previsto mas, a magia que nos esperava nas Galerias Subterrâneas do Aqueduto das Águas Livres, caminhando pelos túneis que outrora levaram a água que deu de beber a toda a cidade, foi das experiências mais interessantes que vivi em forma de vivência histórica. Foi, sem dúvida, uma forma diferente de olhar para uma cidade, que nem sempre foi bem cheirosa,  como diz o famoso refrão, cheira bem, cheira a Lisboa!  São histórias... com história, são espaços com vida. 

Hoje, foi um daqueles dias que me eleva a alma e enche o espírito, e foi tão bom entrar numa casa que foi a minha durante tanto tempo, tantas tardes bem passadas no Museu Caloust Gulbenkian. O cheiro, a ambiente, toda a envolvência fez-me viver a minha vida de estudante, a magia do espaço e da arte.

Fomos fazer uma visita orientada e debater temas tão importantes como os Direitos Humanos, num encontro muito especial com a jornalista Joana Simões Piedade, especialista nesta área.
A Joana partilhou connosco a sua experiência em campos de refugiados, dando especial atenção à riqueza intercultural. A visita e, todo o percurso no Museu, foi complementado por um debate onde todos podemos refletir, em conjunto, sobre o mundo que temos e o mundo que queremos. 

Queremos um mundo melhor e, certamente, um mundo muito mais tolerante!

Foi tão bom!!

 

1 comentário

Comentar post