Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

LimãoDoceLimão

LimãoDoceLimão

02
Nov16

Saudades da minha Maga

Calita

O tempo passa e não consigo prever o quão triste deve ser partir e logo tu que gostavas tanto de viver. Já passou algum tempo, muito até...eu sei mas.... Lembro-me de ti tão cheia de vida, sempre animada, pronta para ajudar, para partilhar. Tu que me agarraste no colo, me embalaste, me deste mimo...oh se deste! Tantos beijos e tantos abraços. Tão bem me lembro como escondias as minhas traquinices, como me ajudaste quando mais precisei! Quando olhamos para trás o tempo passou, e levou consigo aqueles que mais amamos, que mais lembramos, depressa o tempo vai e vos leva. 

As recordações são tantas...que saudades de esconder os ovos no galinheiro e tu que corrias atrás de mim, de abrir as portas da coelheira, de contigo apanhar morangos na primavera, de comer amoras no verão e dos teus ralhetes por causa das nódoas que faziam. Saudades dos queijinhos frescos que tão bem fazias ou do cheirinho a páo quando, a muito custo, lá te convencíamos a faze-lo no forno de lenha!

Tão feliz que fui contigo, no teu colo, no teu abraço, no conforto da tua manta. Saudades dos lanchinhos a horas tardias, dos almoços de familia ao Domingo. Do Natal sempre encantado...acreditei durante nuito tempo no Homem das barbas brancas e a culpa foi  tua! Ainda hoje me questiono como é que fazias determindas coisas acontecerem! Eras mágica e continuas aqui comigo, sempre! Tenho tantas saudades tuas Avózinha! 

3 comentários

Comentar post